domingo, 28 de fevereiro de 2016

A Horta de Fevereiro (2016)

Mudámos oficialmente de horta, ou melhor, a localização da mesma. Depois de lutar com terreno argiloso e pobre (e com muitos "conselheiros" metediços) durante uns 3 anos, desistimos e fomos cavar, sachar, semear e plantar para outro lado. 

(o início - primeiro talhão de terra a ser trabalhado)
Esta nova horta situa-se num terreno dos meus pais, que estava sem uso, aproximadamente a 2 quilómetros da horta do quintal, que era onde cultivávamos antes. Este é o terreno onde se encontram as oliveiras que vão dando as azeitonas que curtimos. Não é muito longe e tem bastantes vantagens em relação à antiga: o terreno é maior, a terra é menos argilosa, mais escura e fértil (esteve em pousio entre 20/25 anos) e podemos fazer verdadeiramente o tipo de cultivo que queremos, sem ninguém a meter o nariz.

Apesar de termos já tido bastante trabalho físico, pois não temos tractor nem moto-enxada, e ainda irmos ter que dar mais "ao cabedal", não se compara a forma como já estamos a fazer a horta. 
 
(ervilhas de quebrar, salsa, coentros, alfaces, beterrabas, couves roxas...)
Decidimos ir fazendo vários talhões de terra, mais elevados, onde conseguimos mais eficazmente plantar, semear e regar as culturas. 
 
(a primeira plantação do novo terreno - cebolo)
Não fazemos regos, pois chegámos à conclusão que isso, para além de ser mais desgastante fisicamente, não acrescentava valor nenhum à cultura em si. Vamos preparando a terra previamente, para depois podermos espetar o que queremos, como por exemplo, o cebolo, o alho francês, as couves, as beterrabas...

(a maioria das couves)
Não se utilizou adubo nenhum, apenas o resultado da compostagem (que já estava como terra). Tivemos o trabalho de transportar esse composto natural do quintal para a nova horta, mas já começámos a acumular erva, que daqui a uns meses já estará pronta como composto para usar nas culturas de Outono.

(alho francês)
Semeámos também várias aromáticas, tais como salsa, hortelã-pimenta e coentros, pois agem como insecticidas naturais e afastam os vários "bichinhos" nefastos. Ainda para actuar como insecticidas naturais e como coadjuvantes de culturas, plantámos várias estacas de alecrim e semeámos cravos túnicos. Ao que parece, a "bichesa" que ataca as couves e outras culturas (tais como a lagarta das couves e o piolho) não gosta destes cheiros e afasta-se.
 
(uma fileira de estacas de alecrim)
Fazendo o resumo do que foi plantado e semeado até agora:
- Cebolo (262 pés);
- Alho Francês (37 pés) ;
- Vários tipos de Couves, incluindo Galega, Repolho, Portuguesa, Branca da Holanda, Coração, Flor, Bróculos, Roxa... (130 pés);
- Beterrabas (10 pés);
- Ervilhas de Quebrar;
- Salsa, Hortelã-Pimenta e Coentros;
- Alface Frisada (5 pés);
- Alface de alfobre, oferecida por um vizinho simpático (aprox. 30 pés);
- Alecrim e Cravos Túnicos.

(vista geral da horta, até à data)
Já está um belo pedaço de terreno tratado, mas ainda temos muito que fazer. Apesar das dores de costas e braços, o orgulho de se olhar para aquela terra e ver o resultado do nosso trabalho, a quatro mãos, sem ajuda de maquinaria pesada, é impagável. 

As próximas plantações e sementeiras vão incluir, entre outros, pimentos, tomates e manjericão,  courgetes, pepinos, feijão, grão, abóbora, melões e melancias, rúcula e mais flores. E para a semana, se o tempo o permitir, voltamos lá, para começar a preparar a terra para isto tudo!

Boa semana!

34 comentários:

Jorge disse...

Vivo numa quinta e, como é óbvio, também me dedico à agricultura. Planto um pouco de tudo. Não se trata apenas da questão subsistência, mas substituir alimentos criados com pesticidas por alimentos biológicos.

Um conselho, uma maquinariazita, dá sempre uma boa ajuda.

:))

Mariana Neves disse...

De certeza que vão nascer aí coisas deliciosas! Boa sorte :)

Cristina Sousa disse...

Boa colheita :)
Um beijo e boa semana

Crocheteando...momentos! disse...

E que bem que faz e que bom que sabe!
Belos canteiros...bj

Andreia Morais disse...

Estão a fazer um excelente trabalho :D
Beijinhos*

Labirinto de Emoções disse...

Olá Catarina
Adorei ver esta horta, tambem já tive um pequeno quintal onde semeei imensas coisas e dava-me imensa alegria ve-las crescer e depois colhe-las.
Boa sorte para todas as colheitas.
Um beijinho grande
Teresa

Catarina disse...

Olá Catarina!
Nós colhemos o que semeamos, e eu tenho a certeza que a colheita por aí será farta! Parabéns pelo vosso excelente trabalho!
E muito obrigada pela dica do alecrim e dos cravos túnicos. Desconhecia por completo. Já avisei o senhor aqui de casa. Vamos seguir a tua dica!
Beijinho enorme e vai dando notícia dessa maravilhosa horta! Boa semana!

Ana disse...

Parabéns pela horta tão organizada, que maravilha, tanta coisa boa plantada e sem pesticidas, beijinhos

Mamã Iogurte disse...

Uau! Fantástico!

Filipa Silva disse...

Que maravilha! Bom trabalho e boas colheitas!

Bella disse...

Que belo terreno :)
Na minha zona agora está com gelo na terra... teremos de esperar dias mais quentes para começar a sementeira.

bjs

Lete disse...

Gostei tanto de ver as vossas culturas, Catarina! Tenho a certeza de que o esforço será duplamente compensado. E o bem que vos vai saber, quando a mesa estiver recheada com o que colheram na horta. É grande, mesmo grande!
Beijinho, muita força e muita coragem para o próximo esforço!

As Mulheres 4estacoes disse...

Hortaliças da própria horta, com certeza são mais saborosas e saudáveis. Apesar do trabalho físico vale a pena.
Um abraço

Esperança disse...

Que bela horta!
Parabéns pelo esforço, dedicação e trabalho e boa sorte para as colheitas!

A Casa Madeira disse...

Sei bem o orgulho que dá kkk.
Tá lindo e que terra bem virada;
Adoro ver outros canteiros ...
Bom começo de março.

Zizi Santos disse...

Oi bom dia Catarina
meus parabéns pela tão bonita horta que vai se formar!
esforço e dedicação estão ao vosso lado
com certeza colherão hortaliças com muito sucesso
o bom disso tudo é que sua experiência possa servir
de prumo a outras pessoas que também querem cultivam sem agrotóxico.
eu adoro courgetes que aqui chamamos de abobrinhas. É isso?
te desejo uma feliz semana
bjs

Ana disse...

Olá Marta!

Gostei muito do teu blogue! Também ando cada vez mais "ecológica" e ando a tentar descobrir mais coisas, menos poluentes, quer para o planeta, quer para nós!

Quero agradecer-te a tua visita ao meu cantinho, gostei muito!

Já conseguiste ver o vídeo? Se precisares de alguma ajuda, diz alguma coisa, que eu ajudo no que puder!

Bjs

cozinha100segredos disse...

Que linda que está a tua horta! É tão bom ver as coisas a crescer e então quando está na hora de colher é uma satisfação! Beijinhos

Cláudia disse...

Bem que trabalhão tiveram e plantaram montes de coisas mas vai valer muito a pena =D

Beijocas

Carla Ramalho disse...

Como eu gostava de ter uma horta assim mas no meu caso é uma tirinha bem pequenina mas muito bem rentabilizada. Por sorte, temos uma terra que produz muito bem tudo o que lhe colocámos e qualquer dia lá vão uns tomates, pimento, alho francês, alface e algo mais se houver espaço :)
Adoro colher e cozinhar na hora, dá um prazer diferente e sempre sabemos o que comemos :)
Beijinhos, se quiseres vem visitar-me em
Gulosoqb.blogspot.pt
Facebook.com/gulosoqb

Teresa Isabel Silva disse...

Adorava ter uma horta assim!

Bjxxx

nat. disse...

Mas que maravilha que está!

Estou de momento em sementeira de tomate e cenoura... Tenho alfaces e morangos plantados, cebolo na horta antiga e ainda algumas aromáticas...
Estou à espera de uma máquina para ir endireitar o terreno exterior à estufa para começar a ordenar a horta de exterior...
A ver vamos como corre o ano de experiências!

Espero partilhar em breve novidades da minha horta, e a seguir novidades da tua!
Beijinhos!

A Gata de Saltos Altos disse...

Não há nada como ter uma horta nossa e ter a certeza da qualidade daquilo que comemos! =))

Um beijinho *

http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Catarina!
Mas que tem andado em grande empreitada por estes lados. E "quatro mãos" trabalham que se fartam =)
Imagino a alegria que vai nesse coração ao admirar a cultura, muito bom há-de ser.
bj amg

Cláudia S. Reis disse...

Têem aí uma bela horta! Parabéns :)

Crocheteando...momentos! disse...

O tamarilho é uma árvore...cujos frutos estão em cachos como o fa fotografia e encontra à venda em viveiristas!
Vai gostar de ter um nessa bela horta...bj

Andreia Morais disse...

r: Tenho imensa curiosidade em experimentar, até porque já ouvi ambas as opiniões
Beijinhos*

O meu pensamento viaja disse...

Quando eu for grande, ou quando voltar a nascer, quero ter uma horta igual à tua.
Boa semana.
Beijinhos

Chic' Ana disse...

Uma horta á maneira, com muito trabalho de braços! =)
Beijinhos

PINTA ROXA disse...

Como já tenho dito eu não gosto do "campo" mas até tenho pena pois tudo o que se colhe é bem melhor.

Sandra Oliveira disse...

Mas que bela horta Catarina :)
Tudo de bom para a vossa nova horta e muitas colheitas :D :D
Beijinhos

Horticasa hoticasa disse...

Que rico espaço e essa terra deve ser uma maravilha de tratar, parece tão leve e fofa.
É bom saber dessas coisas, das plantas repelentes, vou ter que arranjar também.
Eu estou em standby, não consigo fazer nada de jeito, a chuva não tem dado tréguas, as galinhas doentes, deve ser do frio... enfim vou ter que ter muita calma!
beijinho

Roça Terapia disse...

Olá querida Catarina, cá estou devolta a minha rocinha, passei para dizer olá e ver suas novidades.
Adorei a horta, fiz uma ano passado mas está difícil mantê-la livre das pragas e ervas daninhas, a única coisa que sobreviveu foi a couve, que está linda.

Abs Mari

Portuguesinha disse...

Simpatizo com a prática destes saberes.
Gostava de poder fazer o mesmo e se um dia, na velhice, o conseguir, espero ter a saúde para tal!

Gostava de saber o que se deve fazer, o que é o quê, porque se opta por isto e não por aquilo...

Mas e as sementes?
Onde encontrar das realmente boas?
Oiço falar de muitas más.
Antigamente até se cometiam falcatruas que arruinavam safras inteiras.