sexta-feira, 9 de outubro de 2015

A minha Alimentação

"Nós somos aquilo que comemos."

Depois de ter passado o Verão a ler em vários blogs, mil e uma receitas de sumos e batidos detox (moda Primavera/Verão 2015 na blogosfera...), pensei várias vezes em falar da minha alimentação.
Não sei se é uma alimentação muito diferente da vossa (penso que não) ou se será muito especial, mas tento que seja o mais saudável, equilibrada, variada e ecológica possível.

Eu tenho a sorte de poder comer, diariamente, uns quantos alimentos produzidos por mim ou familiares/vizinhos, que sei que são o mais naturais e livres de químicos possível.

O facto de os cultivar eu própria, ou de serem cultivados na minha zona, também os torna mais ecológicos:
- Porque não tiveram que percorrer centenas ou milhares de quilómetros, gastando combustível e poluindo por aí. 
- Não tiveram que  que ser colhidos ainda verdes e transportados em câmaras frigoríficas para se conservarem "frescos" esses quilómetros todos. 
- Não foram produzidos em massa, desgastando solos e consequentemente tendo que ser utilizados adubos químicos para continuar a assegurar a produção. 

É lógico que não consigo produzir todos os alimentos que consumo, mas a auto-suficiência alimentar, pelo menos a nível dos vegetais, é um dos meus sonhos.

Na verdade, já não me posso queixar muito. Entre cebolas e alhos, batatas, couves todo ano e de diferentes variedades, ervas aromáticas diversas e outros legumes sazonais (pimentos, tomates, chuchus, courgetes, favas, ervilhas...), consigo utilizar, pelo menos um ingrediente da horta, em cada refeição. E quando faço sopa, muitas das vezes só utilizo ingredientes da horta :)

Ainda hoje ao almoço, nas Migas de Feijão Frade, cerca de 50% dos ingredientes vieram da minha horta ou de "hortas amigas". Ora confiram os ingredientes a verde:

Migas de Feijão Frade:

- Feijão Frade cozido;
- Couve Galega cortada em juliana e cozida;
- Broa de milho esmigalhada;
- Azeite q.b.
- Alho picado a gosto (aqui em casa gostamos muito);
- Sal, se necessário.

Aquecer o alho no azeite sem deixar queimar. Juntar a couve, o feijão e a broa aos poucos e alternadamente, envolvendo sempre. Se estiver a ficar muito seco, juntar um pouco mais de azeite. Provar e temperar de sal, se necessário.

E olhem o que nos trouxeram ontem: couves bem naturais (com um caracol a comprovar - vejam logo acima das letras).


 E ainda pimentos e ovos de galinhas caseiras.


Bom fim de semana!!!

19 comentários:

Bella disse...

Gostei :)

Nós cá por casa também comemmos fruta colhida nos nossos quintais (do pai e da sogra) e as armoáticas também vem de lá. Já as couves e batatas e cebolas muitas vezes é a família que nos dá (primos e tios) que não utilizam químicos a não ser calda bordalesa nos tomates.

Este ano durante semanas a minha prima não deu vazão aos tomates e então tive tomates de graça durante semanas. Eu própria via-me à rasca para gastar a grande quantidade que nos davam. Em Agosto uma amiga que cultiva e vende aromáticas deu-nos ruibarbo, alho francês, couves e abóboras que nem adubos químicos levavam.

De resto quando compramos os nossos legumes e frutas, compramos a um produtor local bem conhecido nosso que também não usa químicos e lá vêm os caracois e as lagartas para o comprovarem.

Agora é a época dos dióspiros que vêm directamente dos quintais da minha sogra e do meu pai e sem qualquer tratamento. Aprendemos a comer as frutas e legumes da época e é tão bom.

Carne não consumimos, nem leite nem seus deriavdos, nem ovos. Peixe consumimos de vez em quando (umas 3 vezes por mês) e nunca de aquacultura: só carapau, sardinha e cavala. Eventualmente algum outro peixe azul capturado mas basicamente é isto. Sempre que possível compro na praia quando o trazem nas redes e vendem directo na praia.

Bjs

Gracita disse...

Uma alimentação saudável é tudo para preservar a saúde
Não tenho muito espaço mas cultivo hortaliças e alguns legumes
E ainda tenho alguns pés de fruta o que me possibilita uma alimentação livre dos produtos químicos
Beijos e um bom final de semana Catarina

Simone Felic disse...

Oi Catarina
É muito bom e edificante produzirmos nossos proprios alimentos, é mais saudavel e prazeroso, concordo contigo em tudo , jáplanto algumas coisas aqui
mas o espaço é bem grande que tenho e poderia produzir mais, entretanto temos que ter um cachorro grande e que acaba urinando em tudo, porém pela segurança que não temos alguma o cachorro ajuda muito.
bjs e bom fim de semana.

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Andreia Morais disse...

Adoro feijão frade!

Ex Não Vaidosa disse...

Saudações Catarina! QUE MANEIROOOOO, adoro ver tuas postagens. Não sou fa de suco detox, já que algumas composições não beneficiam, enfim, se é moda! Horta é tudo de bom! Beijos e abraços!

CÉU disse...

É verdade, Catarina! Nós somos aquilo k comemos. Tu tens uma horta e podes, portanto, comer produtos naturais, puros, ecológicos, mas olha que eu morando na cidade, também como alguns, mas gasto um dinheirão em coisas biológicas ou de fabrico caseiro.

Bom fim de semana.

Beijos.

O meu pensamento viaja disse...

Não tenho a sorte de ser autosuficiente, mas compro quase tudo na horta da vizinha. Gostei da sugestão - até tenho feijão cozido.
Beijo

Lete disse...

Está visto: quero ir morar "praí"!!! (risos)
Que maravilha de horta, que comida boa e saudável! Faz-me lembrar quando vou à minha terra e venho de lá carregada com alimentos desses (parecidos, pronto).
Também tenho cuidados com a alimentação, só não compro frutos e vegetais biológicos, porque não os encontro com facilidade. Enfim, não se pode ter tudo, mas que adoro esse tipo de comidas, não tenhas dúvidas.
Beijinho grande e bom fim de semana!

Crocheteando...momentos! disse...

Um pouco disso se passa por aqui! Diariamente há um pouco da minha horta à mesa! Por isso entendo bem a sua satisfação e orgulho! Bj amigo

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Somos realmente aquilo que comemos.
Um abraço e boa semana.

Catarina disse...

Olá!!
Não podia concordar mais com o que nos dizes aqui.
Nós somos realmente o que comemos.
Alimentação saudável é um tema que me agrada muito, aqui em casa praticamos uma alimentação o mais saudável possível. Temos a nossa horta biológica e as àrvores de fruto. Tentamos sempre comer as frutas e os vegetais da época. E claro apenas compramos o que não temos, de preferência sempre em mercados.
Cuidar de nós não tem que ser uma obrigação, deve ser um prazer. E penso que cada vez mais as pessoas o fazem por prazer. Pelo menos eu quero acreditar que sim.
Obrigada por toda a partilha que fazes aqui.
Beijinho e boa semana.

carla capricho disse...

Também tentamos comer o máximo de alimentos plantados por nós , a maioria das frutas e legumes vêm da nossa terra e sem quimicos nenhuns porque apostamos numa alimentação o mais biológica possível . Mentiria se dissesse que de vez em quando não há uma extravagância , mas prefiro as bolachas e bolos feitos em casa e de preferência sem açucar . Noto nas nossas crianças que já estão habituadas e sempre que há festas ou excessos nota-se logo no comportamento deles .
Um beijinho

Andreia Morais disse...

r: É das séries que mais gosto :)
Muito obrigada! Uma coisa é certa, perder não perco nada, a partir daí, tudo o que possa vir é lucro*

Cristina Sousa disse...

Olá Catarina, sem duvida nós somos aquilo que comemos. Eu tento uma dieta equilibrada mas nem sempre é possível.
Gostei de passear por aqui.
Beijinhos

piteis da dinha disse...

Oi Catarina!
É p/vc se orgulhar mesmo desse privilégio de colher o que come. Parabéns!
Bjssss amiga

O Profeta disse...

É tudo tão breve
Habitamos as pedras
Inventamos sonhos
Vislumbramos quimeras

Mas, falemos dos suspiros dos pássaros
Falemos de ti
Nas irreprimíveis asas dos anjos
Na noite primeira dos mil encantos



Um radioso fim de semana



Doce beijo

Denise disse...

Oi, querida!
Obrigada pela visita!
Que delícia ter tantas coisinhas cultivadas por você mesma. Uma alimentação saudável faz uma saúde cada vez melhor! Tudo de bom!
Bjs e ótimo final de semana!
http://dedeartes-denise.blogspot.com

Decorações pra Corações disse...

Eu gostaria muito de ter uma horta. E por aqui é difícil encontrar até alimentos orgânicos.

Gostei muito do seu blog, já estou seguindo.
Beijos
Thaís

Cristina Oliveira disse...

Que bom!
É mesmo o melhor, consumir os alimentos que produzimos! Eu não planto tanta coisa como tu, mas tenho alguns legumes na horta que vou plantando sazonalmente e é tão bom vê-los crescer!